n-cosmovisoes-conflito_nash

Cosmovisões em conflito

R$36,00

Este mundo é um campo de batalha na arena das ideias. O prêmio é o coração e a mente da humanidade. Neste livro, Ronald Nash esboça o modo cristão de uma pessoa olhar para Deus, para si mesma e para o mundo. Ele sustenta essa cosmovisão contra os testes da razão, da lógica e da experiência, particularmente discutindo os problemas do mal e do suposto “absurdo” das doutrinas cristãs históricas e da encarnação e ressurreição de Jesus. Ele descobre que a cosmovisão cristã é sólida e insiste que os cristãos se equipem intelectualmente para defender a fé nesse campo de batalha. O autor particularmente destaca a atração que o naturalismo e o movimento da Nova Era exercem sobre a nossa geração, apontando as fraquezas e armadilhas dessas perspectivas, bem como de cosmovisões mais antigas. “O teísmo cristão”, escreve ele, “é um sistema que se recomenda à pessoa como um todo”; mas o autor enfatiza que existe uma grande diferença entre “crer que” e “crer em”.

Fora de estoque

Categorias , Etiqueta:

Descrição do produto

PROMOÇÃO TEMPORÁRIA DEVIDO A UM PEQUENO DEFEITO EM ALGUNS EXEMPLARES (sem nenhum prejuízo para a leitura)

 Leia o Prefácio

Título: Cosmovisões em conflito
Subtítulo: Escolhendo o cristianismo em um mundo de ideias 

Autor: Ronald H. Nash
Tradução: Marcelo Herberts
Revisão: Felipe Sabino de Araújo Neto
Capa: Márcio Santana Sobrinho

Prefácio de James Sire para a versão brasileira

Formato: 14 x 21cm
Nº de páginas : 232 p.
Miolo em papel polen soft LD 80g
Capa em Cartão Supremo 250g
Editora Monergismo
Ano: 2012
ISBN: 978-85-62478-61-1

 


kindle-logo-w-rgb-lg

Informação adicional

Peso 250 g
Sobre o autor

Ronald Nash (Ph.D., Syracuse University), grande filósofo e apologeta, faleceu a 10 de março de 2006. Foi por longo tempo professor de teologia e filosofia na Western Kentucky University, no Reformed Thological Seminary e, até 2005, no Southern Baptist Theological Seminary. Além disso, como defensor do livre mercado, foi professor adjunto do Mises Institute. Nash era herdeiro da tradição teológica de Carl F. H. Henry e um admirador e estudioso de Agostinho, seu pensador favorito.