Filosofia e Estética

por H. R. Rookmaaker

  • Decerto nenhum aspecto da realidade, incluindo obviamente a arte, sobrevive ou tem sentido em si mesmo quando isolado de sua coerência mútua com os demais aspectos; porém, cabe-nos então a pergunta: é necessário que a arte, e em especial a arte cristã (que não necessariamente é arte sacra), submeta-se a algum projeto moralizante ou doutrinário a fim de que o artista cristão cumpra sua vocação e propósito? A resposta, talvez surpreendente para aqueles não familiarizados com o pensamento de Rookmaaker, é uma negação impetuosa. De fato, habituamo-nos com a afirmação: a arte não precisa de justificativa; isto, contudo, não significa – para valermo-nos do vocabulário de Herman Dooyeweerd, tão caro à análise estética presente nesta obra – numa pretensa autonomia da arte, como se fosse possível olharmos para um quadro ou lermos um poema sem que nossa sensibilidade e juízo não se “contaminassem” com os valores que nos são mais caros.

x

Welcome to the Loyalty Points Demo Store :-)

Sign up and receive 5000 pts to test out in our Store.

Earning and redeeming pontos

$1
Earns you
5
$1
Redeems to
20

Ways you can earn

  • Product Purchase
  • Refer a friend
  • Share on social media

Learn more about our program