• img-book

    Jean-Marc Berthoud

Oferta!

Calvino, Genebra e a propagação da Reforma na França

por: Jean-Marc Berthoud

A obra de Jean-Marc Berthoud que o leitor tem em mãos é um trabalho leve, fluído, bem pesquisado e, que nos apresenta Calvino como um pastor atuante, sensível, humilde e totalmente comprometido com a sua fé, relacionando de forma bíblica o conceito da soberania providente de Deus e a responsabilidade de viver a nossa fé. É um texto inspirador. Boa leitura a todos!

― Rev. Hermisten Maia

ESTE LIVRO SERÁ ENVIADO A PARTIR DO DIA 10/11/2017.

R$38,90 R$29,00

Quantidade:
Sobre o autor
avatar-author
Jean-Marc Berthoud nasceu em 1939 na África do Sul, de pais missionários, e vive em Lausanne, Suíça. Ele é casado com Rose-Marie Berthoud, pai de cinco  lhos e avô de seis netos. Possui bacharelado em Artes e bacharelado em Artes com distinção em História e Literatura Inglesa pela Universidade de Witwatersrand (Joanesburgo, África do Sul). Ele é autor de muitos artigos e livros editados pela L’Age d’Homme, entre eles: Calvino e a França: Genebra e o desenvolvimento da Reforma no século XVI; Defesa da lei de Deus; Criação, Bíblia e ciência: os fundamentos da metafísica, a obra criadora divina e a ordem cósmica; O reino terrestre de Deus: sobre o governo de nosso Senhor Jesus Cristo: política, nações, história e fé cristã.
Livros de Jean-Marc Berthoud
Sobre este livro
Resumo

Sua doutrina detestável da eleição divina torna inútil qualquer ação missionária ou evangelizadora. Se algumas pessoas estão predestinadas à salvação, então, por simples cálculo aritmético, as outras estão predestinadas à perdição e, como consequência, não é possível fazer nada a respeito disso.

Nada poderia ser mais falso do que essas proposições sobre Calvino e sobre o papel da doutrina reformada na evangelização. Mesmo sendo verdade a forte insistência do reformador de Genebra na predestinação, muitas vezes se costuma esquecer que ele trouxe de volta à luz a responsabilidade do homem perante Deus — doutrina que não favorece a letargia nem o fatalismo.

Se Calvino, o francês, se instala na cidade de Genebra, não é para se encerrar em uma cidadela inexpugnável, desempenhando o papel de um teórico ditatorial, como muitas vezes fomos levados a acreditar. Ao contrário, Calvino deseja encontrar um lugar seguro para formar uma “igreja estabelecida”, ou seja, não só um grupo de pessoas reunidas em torno do estudo da Bíblia — como ocorria naquela época e com muita frequência na França —, mas uma igreja com estrutura verdadeira e disciplina eclesiástica. E, a partir desse fundamento sólido, mediante a proclamação forte e diária da Palavra de Deus, contribuir da melhor possível para o avanço do reino de Deus e de sua glória.

E a evangelização integra a vontade de glorificar o Deus três vezes santo em todas as áreas da vida humana. Para convencer-se disso é necessário apenas observar o número de alunos que passaram pela Academia de Genebra e os pastores treinados na pregação por Calvino e que mais tarde voltaram a França — às vezes arriscando a própria vida. Longe de favorecer o comportamento religioso defensivo, a Genebra reformada consistiu no ponto de partida do impulso prodigioso do anúncio do Evangelho na França, em toda a Europa e até além dela — impulso que levou à restauração cristã da cultura e à renovação de toda a sociedade.

Detalhes

Editora: Editora Monergismo
Data de Publicação: 2017
Número de Páginas:
Dimensões: 21 x 14 cm